JOVEM MORRE APÓS SER SOTERRADO NA ESTAÇÃO DE TRATAMENTO DE LIXO EM NATAL


Na manhã dessa terça-feira (09/04), morreu Eliabe Gonçalves da Silva, de 19 anos, após ser soterrado por duas camadas de lixo transbordadas por máquinas na estação de tratamento que fica localizada no bairro de Cidade Nova, em Natal.


Segundo relatos, o jovem foi atingido pelo lixo que havia sido jogado por máquinas no local. No momento do ocorrido, Eliabe estava em um ponto alto da estação, quando uma das máquinas fez o movimento de que ia despejar o resíduo.


Ele e outros trabalhadores gritaram e chegaram até a bater na máquina para alertar da presença do jovem, que correu e caiu em uma das barreiras de lixo. Depois de ter caído, esta máquina despejou os resíduos em cima dele, quando ele ficou parcialmente enterrado, ainda com a cabeça do lado de fora, mas logo em seguida a máquina empurrou o lixo no local, terminando por soterrar Eliabe.


Com a ajuda de outros catadores, Eliabe foi encontrado, ainda com vida, mas já asfixiado. Em seguida ele foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) ainda consciente e pedindo para não morrer. No entanto, ao chegar na unidade ele não resistiu e veio a óbito.



A Companhia de Serviços Urbanos de Natal (Urbana) informou que irá apurar as causas e responsáveis pela morte. Em nota, a Urbana se pronunciou nesta quarta-feira (10) alegando que o jovem fazia catação clandestina e classificou a morte como acidental.


Veja a nota completa na íntegra:


A Companhia de Serviços Urbanos de Natal - URBANA lamenta o falecimento acidental do jovem Eliabe Gonçalves da Silva, que fazia catação clandestina na estação de transbordo.


Há, na área, constantes ações da URBANA com apoio da Guarda Municipal de Natal, buscando evitar invasões desses catadores clandestinos e voltadas ainda para integrá-los às cooperativas financiadas por esta Companhia.


A URBANA abrirá processo administrativo para apurar os fatos e acompanhar o desenrolar de responsabilidades. Para a solução definitiva do problema, há processos para a construção de um muro no entorno e segurança privada permanente para impedir o acesso de estranhos ao local.


Eliabe era casado e morava no bairro do Planalto, também na Zona Oeste da Cidade. Ele não tinha filhos. Para se sustentar, o catador trabalhava no lixão desde muito jovem coletando materiais para reciclagem.


___________________________________________________________________________________________

Nós, da Federação Estadual do Elo Social no RN, lamentamos a morte de Eliabe, vítima das situações de irregularidade no sistema de tratamento do nosso lixo pelo Estado, e nos solidarizamos com sua família e amigos.



Editado por:

Marcionila Nayara Sousa da Silva – Presidente da FES-RN; e

Cláudio Rossano Dias de Lima – Cons. Consultivo da FES-RN.


Fonte: Tribuna do Norte

22 visualizações

Diretoria de Implantação de Projeto:

Rua Cecília Bonilha nº 145, São Paulo - Capital - (Sede Própria) Telefone: +55 (11) 3991-9919 Todos os Direitos Reservados​ © 2018

"Movimento Passando o Brasil a Limpo"